Thursday, August 07, 2008

O Começo

("Tree of Life", de Esao Andrews)

D’onde vem?
D’onde ouço?

D’onde vim?

Responde, moço!
Que eu tô sem pá,
Tô sem ciência,
Tô tão tá, tão tô...
Tão só, tão literal,
Tão... sem.

Sem mim, sentir,
Sem vem, nem vir,
D’onde vim sentir?
Aonde vou sentir?
Aqui, no peito,
Peito fe-ri-do,
Peito a-ber-to,
Peito fechado.

D’onde sei?
E o que sei?
Sei de mim, sei sentir,
E de mim, só.
Só sei...

D’onde vem?
D’onde ouço?
D’onde vim?

Quero rés postas:
O fim é o começo.
E o começo é...

O fim.

(Dimas Gomes)

5 Comments:

Blogger Loredana said...

É...percebo a cada post que "brincar com as letras" não é pra qualquer um não, viu?
Digno de intermináveis aplausos , digno de ser recitado, apreciado, degustado sem moderação.
Não tem mesmo como abrir esses blog e nao adorar esses textos maravilhosos.

super fã do diabinho :D

=*

8:59 AM  
Blogger . said...

Como sempre falo, voce nao deveria ficar apenas por aqui, seus textos sao de uma maestria comparavel a grandes nomes. Sempre de Parabens.

Eduardo.

7:24 PM  
Blogger Ary Régis said...

Se Adriana Calcanhoto lesse, musicava na hora. Putzzz...


Parece que quanto mais "simples" vc escreve, mais genial consegue ser. Acabo que sempre me surpreendendo. De verdade.

9:57 PM  
Blogger Saulo Oliveira said...

=o


passado! e sem saber o que comentar ;)

10:44 AM  
Blogger Gabriela. said...

Agora seu blog não me escapa! :D

"Quero rés postas"
Adorei isso, ta sabendo brincar com os sentidos, geral! rsrsrs

Quanto ao poema todo, vc ta dando umas belas sacadas :)
Gostei do poema e dessa forma de escrever mais próxima de quem lê, mas com a manha da poesia de traduzir oq a gente sente ou sentiu em algum momento.

Beijo, Didimasmas! ;]

2:20 PM  

Post a Comment

<< Home